Plataforma

Na crise (e também fora dela) invista em Tecnologia

Homem na frente quadro branco


Existem muitos e bons motivos para continuar investindo no seu próprio negócio durante um cenário de crise econômica, mas acredito que dois deles realmente merecem destaque.

O primeiro motivo é a volatilidade do mercado financeiro.

Em um cenário incerto, fica mais difícil saber onde aplicar as reservas financeiras, e, por isso, por precaução, a tendência é deixar as aplicações em investimentos de baixo risco.

Acontece que investimentos de baixo risco normalmente possuem uma taxa muito pequena de remuneração, e, portanto, os ganhos financeiros com este tipo de iniciativa muito pouco (ou nada) vão ajudar a sua empresa a passar incólume pela crise.

Se investir na sua própria empresa já era um bom negócio, em momentos de crise pode ser melhor ainda, propiciando a médio prazo taxas de retorno superiores ao mercado financeiro.

O segundo motivo é a competição de mercado.

Todos sabemos que é muito difícil se manter sozinho em um novo ou consolidado mercado. O normal é encontrarmos uma série de concorrentes disputando a “cotoveladas” o mesmo espaço.

Para piorar, com a globalização, estes concorrentes podem estar do outro lado do oceano, falando outra língua, vivendo sob outra cultura, e, talvez para o nosso azar, muito focados na execução.

Quem sabe executar bem, sabe que produtividade é a palavra chave neste jogo.

Quem não está com uma empresa acertada (“redonda” se preferirem), tem a tendência de perder mais e mais espaço para quem faz no mínimo igual, mas com menor custo.

É por isso que deixar muito dinheiro em caixa também não é bom, pois ele parado acaba não gerando nenhuma inovação, ou seja, acaba não gerando nenhum ganho competitivo, servindo apenas para “tapar buracos”.

Sempre é bom investir em inovação, mas isso é especialmente importante em momentos de crise.

Pois bem, já sabemos que investir na sua própria empresa é o caminho correto, mas a pergunta que fica é: onde ?

A priori, todas as áreas da empresa são merecedoras de investimentos, e apenas para citar alguns exemplos: na área de logística, inaugurando um novo centro de distribuições, mais perto dos distribuidores parceiros, agilizando entregas, e cortando custos com transporte; na área de marketing, procurando reforçar as vendas dos produtos que contém as maiores margens de contribuição; na área de RH, buscando implementar uma cultura de execução, baseada em meritocracia; na área de planejamento, adquirindo um concorrente em uma região até então inexplorada pelos seus canais de vendas; etc.

O ponto chave aqui é a informação. Deter a informação certa, na quantidade suficiente, e no momento certo, faz toda a diferença.

Como a tecnologia é a “cola” que une todas as áreas da empresa, facilitando, e, em muitos casos, permitindo a implementação de qualquer iniciativa, esta merece uma especial atenção.

A plataforma ServiceNOW possui soluções que visam auxiliar as empresas a implementarem qualquer iniciativa corporativa.

Normalmente estas iniciativas corporativas se traduzem em demandas, originando projetos, que precisam ser controlados, para que sejam implementados no escopo, prazo, e tempo certos, e uma visão como esta, da figura abaixo, já dá para dar uma boa idéia de como as demandas da sua empresa estão sendo implementadas.

Bubble - Demandas

Se necessário, é possível mergulhar e facilmente abrir os detalhes de cada demanda, identificando gargalos e riscos:

Demanda - Call Center in India

E, “navegando” no tempo, com uma visão como esta aqui debaixo, já dá para saber o quê aconteceu, e o que vem pela frente.

Guitar Hero Demandas


Não adianta esperar a crise passar.

Tomar a iniciativa de buscar a inovação é a escolha certa, mas tem que ser tomada “ontem” !

Comments

Facilities Management and Beyond

Já repararam que o mundo está cada vez mais visual ?

A diversidade, variedade, e contradições do nosso tempo parecem ter na imagem a sua forma de expressão.

Mais imagens e menos texto.

Menos listas e mais ícones.

É assim que hoje a informação tem “navegado” da origem ao seu destino.

Basta ver o novo aplicativo de Gestão de Facilities da plataforma ServiceNow para ver como este fabricante está participando ativamente desta mudança.

A Gestão de Facilities é o processo que trata da coordenação de espaços, infra-estruturas, pessoas e organizações. Normalmente está associado a prestação de serviços ligados a edifícios, hospitais, hotéis, centro de convenções, universidades, etc.

Aborda desde a manutenção deste espaço (luz queimada, ar-condicionado pingando, chão escorregadio, etc), a utilização do mesmo (reserva de uma sala de reunião, utilização de uma vaga de estacionamento, uso do locker para pertences pessoais, entre outros), até a gestão dos equipamentos que estão lá dentro (datashow com a luz queimada, faltam cadeiras, extintor com a data de validade vencida, por exemplo).

Antigamente a plataforma dava somente a opção abaixo para gerir as requisições relacionadas a este processo:

list


É bonita e elegante. Confortável de trabalhar, e cheia de recursos, mas...continua sendo uma lista.

Que tal enxergar esta mesma quantidade de requisições deste jeito ?

floor


Os pontos azuis identificam os locais. Os pontos vermelhos são as requisições relacionadas àquele espaço.

Para adicionar uma nova requisição basta arrastar o ponto vermelho lá de cima (New Request) para cima de um ponto azul no mapa, e...pronto...um formulário como este aqui abaixo aparece, e a requisição é aberta:

form


As requisições vão para uma lista de atendimento...certo ? Errado !

Que tal a equipe que vai gerir estas requisições fazê-lo através de uma interface totalmente visual ?

visual task board


Para mudar o status de uma requisição basta arrastá-la para a fileira correspondente.

Para ver quem está cuidando do quê...basta clicar nos ícones lá de cima que mostram o nome de cada atendente para que o filtro seja aplicado.

E o gestor gostaria de acompanhar tudo isto em formato de uma lista maçante ou através de um gráfico interativo como este aqui abaixo ?

graficos facilities


Sem falar é claro que estes gráficos podem ir para uma Homepage feita especialmente para este gestor, e que poderiam ser facilmente acessíveis via celular ou tablet.

Processos podem ser automatizados via um wokflow gráfico para, por exemplo, repassar requisições complexas a uma empresa terceira, para escalar atendimentos demorados ou mal executados, ou mesmo para disparar pesquisas de satisfação sobre os serviços prestados.

Ok...entendi tudo, mas por quê o beyond do título deste post ?

Bom, o beyond deixo para vocês pensarem um pouco no que dá para gerir mudando aquela imagem da planta baixa de um andar (2a figura deste post) por qualquer outra imagem que quisermos.

Acho que eu tinha esquecido de dizer que a imagem de fundo é uma das informações visuais que podem ser alteradas à vontade.

Entre em contato para ajudá-los a implementar a Gestão de Facilities na sua empresa.

Fique em Contato

Comments

Sem idéias não existe inovação

Creativity, conceptual artwork

Quem acende uma luz é o primeiro a se beneficiar da claridade.”

Gosto muito desta frase dita pelo crítico Inglês do final do século XIX, Sr. Gilbert Chestenton.

Não é a toa que todas as empresas de sucesso possuem programas específicos para coletar, avaliar, e implementar as idéias compartilhadas pelos seus clientes, parceiros, e colaboradores. .

A urna transparente no meio do escritório até que funciona bem para coletar estas idéias, mas no século XXI acredito que podemos encontrar soluções melhores para esta iniciativa utilizando a tecnologia que está ao nosso dispor.

Com a plataforma SERVICENOW podemos criar um espaço para coletar estas idéias de maneira facilitada e rápida.

Um formulário como abaixo já seria um bom começo:

Banco de Ideias

E que tal pontuar aqueles que mais contribuem com idéias para o sucesso da empresa ?

Estas pontuações poderiam variar dependendo do estágio em que a idéia parou, iniciando quando a mesma for compartilhada, diferenciando as idéias selecionadas para futura análise detalhada, chegando até o estágio final onde a idéia é implementada ou mesmo arquivada.

Facilmente poderíamos gerar relatórios com estas informações, deixando todos atualizados, e gerando a transparência necessária para que um programa como este obtenha sucesso.

Pontuacao Ideias por Colaborador


No Brasil, acompanhando o que acontece no resto do mundo, existem mais celulares do que número de habitantes, sendo assim, que tal darmos a chance para que todo o público alvo submeta as suas idéias no exato momento em que elas aparecerem ?

Basta utilizar o ferramental de mobilidade do SERVICENOW para automaticamente disponibilizar um menu como o abaixo para todos que desejar:

Mobile Ideias


Através dele é possível submeter novas idéias, assim como acompanhar o andamento das idéias já compartilhadas.

Já o pessoal que administra este programa poderá rapidamente obter informações através dos próprios relatórios...

Ideias por Status

ou mesmo através de módulos e filtros criados especificamente para este fim:

Administrativo Ideias

Podemos filtrar as idéias por qualquer variável...departamento, benefício para a empresa, área de atuação, ano de implementação, localidade, status, enfim, podemos ter controle total sobre o programa e obter as informações necessárias para administrarmos e divulgarmos esta iniciativa para todo o ecossistema da empresa.

Isso sem falar nas possibilidades de criação de um portal específico para o programa, coleta de feedbacks através de pesquisas e social IT, assim como manter todas estas informações em uma solução extremamente confiável, segura, e robusta.

Se achou uma boa idéia, nos chame para ajudá-los a implementá-la no seu negócio.

Comments

Para quê se contentar com o Aplicativo - Opte pela Plataforma !

Platform inteira

Apesar de simples, gosto bastante da figura acima. Ela enfatiza de maneira clara e didática às vantagens de se optar pela Plataforma em vez de se contentar com o Aplicativo.

A plataforma nada mais é do que um ambiente de personalização para qualquer aplicativo.

Ao utilizar este ambiente, o Aplicativo se beneficia de todo um conjunto de “ferramentas” que a Plataforma fornece.

Entre estas ferramentas podemos destacar uma interface gráfica comum e facilmente personalizável, uma base única de dados permitindo a extração segura de informações, um ambiente de automação baseado em Workflows, um arsenal de Reports, integração com diversos software de mercado, e por último, mas não menos importante, o tratamento da comunicação baseada em Portais, Consumerização, Social IT, e Mobilidade.

Não interessa o Aplicativo feito em cima da Plataforma...todos vão se beneficiar deste ferramental, facilitando em muito a nossa vida, e reduzindo drasticamente o tempo entre a concepção da idéia até a colocação em produção do Aplicativo final.

Ao se aderir à Plataforma SERVICENOW, o cliente já terá acesso à uma série de aplicativos personalizados pelos próprios fabricantes e parceiros, mas por quê se contentar só com isso se podemos criar o que quisermos em cima da Plataforma ?

Pense em uma necessidade...qualquer uma. Depois entre em contato com a gente para te ajudarmos a tirá-la do papel. É mais fácil do que vocês imagina !

Comments

Motor ou Design - Fique com os 2 !

Hoje em dia prover “apenas” uma boa ferramenta de trabalho não é mais o suficiente.

O que atualmente as empresas procuram são plataformas muito bem estruturadas que possam prover uma série de recursos e funcionalidades a seus clientes, sem abrir mão de um design familiar que favoreça a consumerização dos serviços oferecidos.


Portal 1

O portal acima, feito no aplicativo de Gestão de Conteúdo da plataforma SERVICENOW, exemplifica muito bem o que hoje está se buscando.

Por fora uma interface familiar aos usuários, conservando a identidade visual da empresa, e ao mesmo tempo favorecendo a consumerização dos serviços, o auto-atendimento, e a troca de informações entre as pessoas.

Por dentro, funcionando nos bastidores, podemos identificar uma série aplicativos que subsidiam a correta experiência aos usuários, como: Base de Conhecimento, Solicitação de Serviços, Gestão de Incidentes, Social IT, Pesquisas de Satisfação, e principalmente o Catálogo de Serviços.

Todos estes aplicativos compartilham a mesma plataforma comum, provendo um local único para repositório de todos os dados gerados, a automação de atividades repetitivas, e a execução dos necessários fluxos de aprovações.

Abaixo, apenas “for fun”, mais alguns exemplos de portais feitos na plataforma SERVICENOW, revelando um pouco mais da criatividade dos nossos clientes.

Portal Nike


Portal Gymboree


E este aqui é o meu preferido...simples, elegante e fácil de entender...

Portal Google


Chegou a vez de trabalharmos no portal de serviços da sua empresa.

Até a próxima semana.

Comments

StartNow - Implementação sem Dor de Cabeça

Como corretamente personalizar a plataforma para as necessidades que a minha empresa precisa ?

Como priorizar as funcionalidades que mais tenho urgência ?

Como entregar a personalização dentro do prazo, escopo, e custo planejados inicialmente?

Estas são dúvidas comuns no começo de qualquer execução de serviços, e, para os projetos de implementação da plataforma SERVICENOW, a resposta para todas as perguntas acima é bem simples - StartNow.

A grosso modo, StartNow é a adaptação da metodologia de desenvolvimento Scrum para a rápida implementação da plataforma SERVICENOW.

Vislumbra o projeto sendo executado em 5 etapas: Plan, Discover, Prepare, Deploy, e Operate.

O grande pulo do gato aqui é que estas fases não são executadas da maneira tradicional, chamada Waterfall, em uma única rodada sequencial, como mostrada na figura abaixo:

Waterfal

Na prática o que acontece é que após as fases de planejamento dos serviços e descoberta das necessidades de personalização da plataforma, as demais fases são reagrupadas em Sprints de uma semana cada, e executadas continuamente, até o final do projeto. Este é o modo Agile de executar, e segue exemplificado na figura abaixo:

Agile

No final de cada Sprint o cliente já tem um pedaço da personalização pronta para ser testada e colocada em produção.

Mas o quê executamos em cada Sprint ?

Na fase de Discover são realizados workshops cujo resultado final é o mapeamento de todas as atividades que precisam ser executadas para que o projeto seja entregue conforme esperado.

Pois bem, estas atividades são reunidas em pedacinhos de execução de serviços chamadas Stories.

As mesmas são priorizadas, e entregues através dos Sprints.

Sprint Backlog

Na figura acima vemos todas as Stories, coletadas na fase de Discover, reunidas no Backlog do produto final a ser entregue.

Algumas destas Stories são repassadas para os Sprints que serão executados na sequência.

Sprint Stories

Este ciclo se repete até que todas as Stories do Product Backlog sejam entregues ao cliente.

Novas necessidades são analisadas, e se necessário, formam novas Stories, que poderão fazer parte de Sprints futuros.

Depois que todas as Stories são mapeadas, e reunidas em Sprints, o trabalho flui muito rapidamente, apenas requerendo alguns poucos minutos diários para a realização de reuniões de alinhamento, garantindo que o rumo está certo:

Meetings

Como as atividades são reunidas em Stories, muito bem definidas e controladas, podemos ter equipes de desenvolvimento espalhadas por todo o mundo atuando no mesmo projeto.

Mas atenção ! Em virtude da necessidade de interação entre os desenvolvedores, o ideal é que o número de participantes em cada Sprint não ultrapasse uma equipe de 6 pessoas.

Menos eh Mais

Entre em contato para conversarmos mais sobre metodologia de implementação dos nossos projetos.


Comments